Your world of Wpdance.com, Wpdance.com by WpDance

Home » Manuscritos » O Cordão
15 Oct 2013

O Cordão

Postado por em Manuscritos 56 0

“O Cordão que tu me deste é vivo e não quebrou”

Procurar loucamente algo que perdeu. Foi desse jeito que numa manhã a menina ficou a procura daquele cordão tão especial para ela. Ao mesmo tempo em que procura recordações do dia em que este cordão foi entregue a ela surge em sua mente, cada sensação, cada detalhe, tudo muito vivo em sua memória um pouco falhada para outras coisas menos importantes.

Nas mensagens de texto trocadas com o seu amor, nada mas do que a pessoa que a presenteou com aquele cordão, ela anseia em compartilhar seu desespero pelo sumiço do objeto amado, só que para a sua surpresa ele simplesmente não entende o porque de tão desespero.

Como ele pode não entender? Como ele pode me pedir para ficar calma se perdi aquilo que significa o começo do nosso amor? Lagrimas já começam a aparecer em seus olhos quando uma singela mensagem surge: “O cordão começou, mas eu depois de tanto tempo estão aqui com você”. Foi aí que a menina boba que é percebe o que ele já havia percebido, o cordão é só um cordão, o amor deles vai muito além de um simples símbolo.

Isso a faz lembrar a história do Pequeno Príncipe e sua rosa na qual ela é única no mundo em meio a tantas outras rosas “pois foi o tempo que dedicaste a tua rosa que fez a tão importante”. Então ela ver que o cordão na qual a menina nunca deve perde é ele, seu grande amor, pois ele é único no mundo.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Tags

Leave Your Comment

Your name *

Your website

Your comment *

* Required Field

  • Siga-nos no TWitter

  • Entre Linhas

    Teste

    Teste

    teste

    teste

    teste

    teste

Email
Print